10.19.2018

Álbum de figurinhas: animais e criaturas

gosto da fênix
e de pássaros em geral
de dragões...
gosto de elefantes, girafas e corujas
gosto de gatos e leões.

O Pato

as vezes parece que sobrou
pra quem não entendeu
pagar a conta desse genocídio
num labirinto monocromático
o meu povo se perdeu

Quê me faz

Como todas as pessoas
(ou talvez nem todas)
eu cresci construindo meu próprio mundo
meu "sistema de crenças"
das coisas que li em alguns livros
das coisas que ouvi de pessoas que considerava admiráveis
das coisas que me emocionaram em filmes
das coisas que me inspiraram em músicas

de cores que me disseram aos olhos
toques que me lançaram ao mar

também dos fatos que me derrubaram na realidade
das tristezas e revoltas frente à "vida"
do notar minha pequena escala
em frustrações e constrangimentos
diversos dificilmente digeridos

meu mundo é feito de ideias
sonhos e emoções
meu "sistema de crenças"
é feito de ideais

da utopia da justiça
da utopia da paz pelo conhecimento
da liberdade pelo respeito
e do poder do amor.

No meu mundo gentileza gera gentileza,
no meu mundo alma tranquila protege o corpo
e a pessoa do bem é aquela que ama a vida.

Eu sou meu mundo
respiro o que acredito

mesmo que com rotinas, modos e relógios
mesmo que com pneus, lentes e esmaltes

meu corpo sou eu
o que sinto é minha alma
minha vida são meus sonhos
minhas crenças e utopias.

No meu mundo pode não caber o mundo todo
pode não ter espaço para a mediocridade e para a ignorância
para o que não for genuíno, transcendental e catártico...
pode até não haver espaço para o que for diferente

mas antes de qualquer filosofia ou abstração criativa
meu mundo é um corpo humano...
cheio de empatia pelo fator humano desse mundo.





10.12.2018

Agonia

tem como fazer
uma poesia
de silêncio?
um minuto...
de reticências
a calar proeminências
... ... . . ... . ... . .. . .. . ... . ... ... ..... . ... .. ..... .
pra pensar
sentir o peito triste.
pensar
observar
a arrogância da violência
.... .. . ... ... . . . ....
sentir que tudo
aquilo que sou

que cultivei como um jardim

amar
querer melhor
perdoar
acreditar no poder do bem
da paz
a arte e o conhecer

tropeçaram nas próprias sílabas.

Não dizem nada
a quem nada escuta
. . ... . ... ...... . . ... ..... ..... .
só ouviram duas palavras,
e a elas perseguem como farejadores do inimigo
em busca de algo pra sacrificar
fazer sangrar
depois lavar as mãos.

o que eu vejo?
os vejo derrubarem árvores porque as folhas sujam o quintal.
... .. .... . ...
querem matar nossos sonhos.

querem matar nossos sonhos...